Trending


Si-te-cah os Gigantes Ruivos da América



Guerreiro Si-te-cah Lutando com índios Paiutes -  / Adquirir a licença desta imagem

A História oral dos Si-te-cah segundo os índios Paiutes

De acordo com a história oral dos índios Paiutes, uma tribo nativa das regiões de nevada, Uta, e Arizona, os primeiros homens brancos que ali chegarem, relataram histórias de batalhas de seus ancestrais contra uma raça de terríveis gigantes, com a pele clara e cabelos vermelhos, e que habitavam essa região muito antes dos primeiros índios ali chegarem. De acordo com a tradição dos Paiutes, esses gigantes viveram na região por muito tempo. Os Paiutes os chamavam de Si-te-cah, que literalmente significa: "Comedores de junco". Seus restos mumificados foram descobertos a quatro pés de profundidade por mineiros onde hoje é conhecido como a caverna de Lovelock que fica em Nevada, Estados Unidos. Embora a caverna tivesse sido explorada desde 1911, os mineiros não notificaram as autoridades até 1912. Assim infelizmente eles destruíram muitos dos artefatos que haviam lá, mas os arqueólogos ainda conseguiram recuperar 10.000 artefatos Paiutes da caverna como chamarizes, sandálias e cestas de pato de tule que datam de mais de 2000 anos.

Si-te-cah os Gigantes Ruivos da América  / Adquirir a licença desta imagem


A tradição Paiute afirma que o povo Si-Te-Cah praticou o canibalismo, e isso pode ter de fato base  antropológica e arqueológica. Durante a escavação de 1924 da caverna, uma série de três ossos humanos foram encontrados perto da superfície em direção à boca da caverna. "Eles foram divididos para extrair a medula óssea, já que os ossos de animais estavam divididos e provavelmente indicam canibalismo durante a fome."

Refutação de Adrienne Mayor Sobre a veracidade da História dos Si-te-cah

Adrienne Mayor escreve sobre o Si-Te-Cah em seu livro Legends of the First Americans . Ela sugere que a interpretação "gigante" dos esqueletos da Caverna Lovelock e de outras cavernas secas em Nevada que foi iniciada por empreendedores que montaram exposições turísticas e que os próprios esqueletos eram de tamanho normal. No entanto, a cerca de 160 quilômetros ao norte de Lovelock, há fósseis abundantes de mamutes e ursos-das-cavernas, e seus grandes ossos poderiam (segundo ela) facilmente ser considerados com os de gigantes aos olhos de uma pessoa despreparada. Ela também discute a questão do cabelo avermelhado, ressaltando que o pigmento do cabelo não é estável após a morte e que vários fatores, como temperatura, solo, etc., podem tornar o cabelo muito escuro, vermelho ou laranja. Outra explicação para a interpretação gigante dos esqueletos também poderia vir do fato de que alguns dos primeiros remanescentes descobertos pelos garimpeiros em 1911-12 foram descritos como "gigantes".

Entrada da caverna Lovelok - Crédito da foto: Ken Lund

O Relatório de James H. Hart

Segundo um relatório escrito por James H. Hart, o primeiro dos dois mineiros que estava a escavar  na caverna Lovelook no outono de 1911, lembra que na parte centro-norte da caverna, com cerca de um metro e vinte de profundidade, havia um corpo impressionante de um homem com "Seis pés e seis polegadas de altura (1.981 metros)." Seu corpo foi mumificado e seu cabelo era nitidamente vermelho. " Infelizmente, no primeiro ano de mineração, alguns dos restos humanos e artefatos foram perdidos e destruídos. "O melhor exemplar das múmias adultas foi fervido e destruído por uma loja  local, que queria o esqueleto para fins de iniciação em rituais."  Além disso, várias das sandálias de fibra encontradas na caverna eram notavelmente grandes, e uma relatada com mais de 15 polegadas (38 cm) de comprimento. Estão expostas no museu da Sociedade Histórica de Nevada, em Reno, em 1952.

Nas duas fotos acima vê-se a marca de uma mão gigante na caverna de Lovelok. Perceba a sua dimensão comparada com a mão humana do homem que está com a faca.

Resumindo






Mesmo na América central os antigos Astecas e Maias registraram seus encontros com uma raça terrível de Gigantes do norte quando eles se aventuravam à procura de novas terras para habitarem. Quem eram estes gigantes que tantas lendas ao redor de todo o mundo falam à respeito? Poderia ser esta uma parte da história de nossa civilização que foi ignorada pelos acadêmicos e pela história tradicional? Não é segredo que tem havido inúmeros lugares onde já foram descobertos esqueletos incrivelmente grandes, e por alguma razão isso nunca é mostrado. Assista o vídeo que fala inteiramente deste assunto e tire suas próprias conclusões.


 
Kadumago História e Arqueologia

Sou historiador, artista conceitual, escritor e compositor. Um homem apaixonado pelo conhecimento que se sente feliz em poder propaga-lo através de criações artísticas e audiovisuais.

3 Comentários

  1. Seu trabalho é a resposta que o universo me deu para me conhecer e conhecer o meus propósitos na vida. Muitíssimo obrigada 🤗

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom saber disso querida, é muito gratificante saber que eles estão lhe ajudando neste sentido. Seja sempre muito bem-vinda!

      Excluir
  2. Com quantos paus se faz uma canoa?

    thucks

    ResponderExcluir
Postagem Anterior Próxima Postagem